Bem-vindos ao arquivo do Fórum!

Nosso fórum pode ter mudado, mas isto não significa que vamos esquecer de tudo o que veio antes. Neste arquivo, vocês encontram a história da comunidade do League desde a chegada do servidor ao Brasil. Tem de tudo um pouco: discussões, piadas, desenhos, tentativas de identificar as camadas do fórum e muito mais.

Então, navegue pelas lembranças e, depois, participe das discussões que estão rolando neste momento no novo Fórum do League of Legends e divirta-se com os outros membros da nossa Comunidade. Nos vemos lá!

Um abraço,
Ysanne

IR PARA O NOVO FÓRUM


A Mecânica do Lag

Comment below rating threshold, click here to show it.

DLT CorE

Cavalheiro Junior

08-25-2014

Olá, Invocadores!

Galera, vamos manter o foco no tópico. Por favor, criem um tópico para falarem de seus problemas; aqui não é lugar para pedir ajuda.

Beleza? DLT falando. Historicamente, nos fóruns, temos problemas com falta de informação e até mesmo informações erradas (sobre principalmente redes, assunto do qual este tópico trata), o que são uma grande inconveniência, além de causar grande dessatisfação por parte dos usuários. Este tópico foi criado para sanar essas dúvidas e esclarecer tanto a causa quanto o mecanismo por trás dos mais comuns problemas.

Também gostaria de deixar claro que este tópico é direcionado a usuários que não são familiares com jargões e que são, por vezes, leigos no assunto. Portanto, os tópicos serão abordados de maneira relativamente superficial, e com linguagem facilmente compreensível.

---

ÍNDICE
1. O que são Rotas
2. Latência? É de comer?
3. Velocidade x Qualidade
4. Traffic Shaping
5. O Traceroute, seu maior amigo
6. ADSL? Cable Internet? Fibra? Qual a diferença?
7. O servidor, e porque ele nunca é o problema
8. Redes sem fio, e porque elas devem ser evitadas
9. Packet loss e lag spikes
10. Buffering
11. O erro do firewall, e porque ele não tem nada a ver com nenhum firewall
12. EAQ

---

1. O que são Rotas?
Você já deve ter ouvido, pelo menos alguns milhares de vezes, a palavra “rota” por aí. Mas, para entender o que são elas, você primeiro precisa entender como funciona a conexão entre você e o servidor.

Vamos supor que você vai sair para comer em um restaurante. Você entra no seu carro, sai de casa e vai até o restaurante. O caminho que você faz até o restaurante é o que seria a rota... se você fosse um pacote de dados, o restaurante fosse um servidor e a sua casa fosse um computador. De um modo muito grosseiro.

Quando você tenta conectar-se a um servidor, a rota é mapeada. Os pacotes saem do seu computador e vão para o roteador. Esse é o primeiro pulo, ou “hop”, como chamamos em inglês. Depois disso, ele sai para o mundo. Agora, na Internet, ele segue uma série de hops até chegar em seu destino. Esse caminho seguido pelos pacotes é denominado rota. Ele é controlado, em parte, pelo seu ISP (Internet Service Provider, ou Provedor de Acesso à Internet: Vivo, NET, Oi, GVT, TIM etc.); para ser mais específico, a parte inicial dessa rota é quase sempre controlada pelo seu ISP, mas o caso nem sempre é esse com a parte final (principalmente quando a conexão é internacional). O tamanho desse caminho determina a latência.


2. Latência? É de comer?
“Latência?”, você pergunta. O nome é feio e contraintuitivo, mas muitos de vocês provavelmente já viram esse nome em algum lugar, porque ele é, de fato, muito comum. Mas o que a latência realmente é?

Imagine, novamente, que você está no carro, indo para o restaurante. Mas, dessa vez, você não vai comer lá; só vai comprar a comida e voltar para almoçar em casa. Você vai demorar um determinado tempo para ir e voltar: essa é a latência.

24490 [1]
O McDonald's não conta, porque a fila do drive thru é duas horas

A definição de latência é uma coisa bem simples: é o tempo que a informação demora para chegar no servidor, desde o momento em que ela sai do seu computador, até o momento no qual você recebe uma resposta do servidor. É esse o seu ping: o número que você vê no jogo é a sua latência, em milissegundos (ms).

3. Velocidade x Qualidade
“Mas a minha internet é de 50 MB e eu tenho lag!”
Entendo que isso possa fazer sentido para você, mas na realidade, a velocidade da conexão não tem nenhuma relação com a qualidade da conexão e com a latência.

Imagine, agora, que sua casa fica no início de uma rodovia, e o restaurante no final dela, e que você só precise pegar essa rodovia. Você quer comprar um banquete no restaurante, mas já que a coisa toda não cabe em um carro só, você precisa chamar outros 20 amigos para te ajudarem a trazer tudo. O limite de velocidade da rodovia é 100km/h, mas, apesar de serem 20 pessoas, a rodovia tem 8 faixas. Então está tudo OK.

Os carros são os pacotes, o banquete é o download que você quer fazer (um vídeo, por exemplo), o limite de velocidade da rodovia é o limite físico de velocidade dos pacotes, e o número de faixas é a velocidade da sua conexão. A sua conexão, por ser mais rápida, pode transportar mais dados ao mesmo tempo, mas a velocidade do transporte deles é a mesma. Isso significa que um usuário que tem a internet de 1Mb e outro que tem a internet de 100Mb, ignorando todas as outras condições, terão, em teoria, a mesma latência.

“Isso não faz sentido, cara”, você diz. Eu sei, é meio difícil de entender essa e é por isso que – pasmem – eu preparei outra analogia.

Já que os seus amigos são todos uns animais, eles devoraram o banquete e querem mais comida. O restaurante fechou, então eles decidem ir em outro. Eles chamam outra galera, mas dessa vez, em vez de 8 pistas, a rodovia tem 2. Por motivos óbvios, apesar de o limite de velocidade ser o mesmo, cabem menos carros na rodovia, porque (até onde eu sei) dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço. No entanto, o resultado é o mesmo: a mesma comida vai chegar na sua casa do mesmo jeito, só vai demorar um pouco mais.

Imagine, novamente, que os seus amigos são os pacotes, o banquete é o download, e que a rodovia com 2 pistas é a conexão de 5Mb, enquanto a de 8 é a de 30Mb. Essa é a diferença da velocidade.

Como o cérebro humano não resiste a analogias, aí vai mais outra:

No dia seguinte, seus amigos decidem ir a um terceiro restaurante, mas no caminho, além da rodovia ter 2 pistas, ela está toda esburacada. Naturalmente, vocês tem que ir ainda mais devagar, mas mesmo assim acaba rolando um acidente ou outro. As consequências são óbvias: a comida que estava naquele carro que caiu do barranco porque teve que desviar de uma cratera não vai chegar na sua casa. Já que vocês precisam da comida, e aquele seu “amigo” que estava dentro do carro era um mala mesmo, vocês decidem só mandar outra pessoa para buscar o mesmo prato que caiu do barranco com ele.

24489 [2]
Na imagem: Seu amigo.

Os carros são os pacotes, a comida o download, yadda yadda yadda, os buracos na rodovia significam que ela é uma conexão de péssima qualidade, e o carro que caiu é um pacote que foi perdido (mais sobre isso depois).


4. Traffic Shaping
Sua conexão está normal, o servidor está OK, você abre o LoL e vê que seu ping está em 150ms. “O quê?”, você pergunta. Mas alto lá! Antes de gritar “servidor da rito gemes é um linsho”, você deve se lembrar que há uma terceira incógnita na equação: a rota. (lembra dela?)

Beleza, agora vamos imaginar a rodovia de 8 pistas novamente: é uma pista boa, tem pistas suficientes, e está tudo muito bonito, até que uma hora... não está mais. Há um desvio no meio do caminho. Agora, em vez de 5 minutos, você demora 30 pra chegar no restaurante. Você chega do mesmo jeito, mas demora muito mais.

Vamos usar, agora, os conceitos de rota e latência. Se a sua rota é mais longa, logicamente, a latência será maior. O servidor ainda está OK, sua conexão (a rodovia) ainda está OK, mas já que o caminho mudou, as informações demoram muito mais a chegar no servidor... entre, o tão famoso mas igualmente odiado e temido lag. Lag, uma sigla, significa latency at game (latência no jogo, em uma tradução livre extremamente medíocre). Naturalmente, o sistema procurará o caminho mais curto até o servidor, resultando na latência mais baixa possível. No entanto, esse nem sempre é o caso.

A definição de traffic shaping é a prática da priorização do tráfego de dados, chegando, por vezes, a completamente bloquear determinados tipos de tráfego. Como muitas vezes acontece, a rede dos ISPs (notavelmente a NET, logo chegaremos lá) está sobrecarregada. Nesses casos, as rotas podem ser mudadas para aliviar o congestionamento da rede... e é aí que entra o problema. Veja só, a rota padrão é a melhor, por motivos óbvios. Quando ela está indisponível, sua conexão segue uma rota secundária, que, por ser maior, afetará sua latência. Por isso muita gente tem problemas com lag nos finais de semana, ou em determinados horários (principalmente os horários de pico).

(Traffic shaping é uma prática ilegal no Brasil. Se você estiver sendo bastante prejudicado por isso e quiser muito, muito mesmo, talvez a Anatel faça alguma coisa.)


5. O Traceroute, seu maior amigo
Como você já deve ter percebido, essa história toda de redes é uma coisa bem complexa (muito provavelmente mais complexa do que você imaginava ser). Portanto, o número de coisas erradas que podem dar com isso tudo é obviamente muito grande. Você já deve ter ouvido alguém falar sobre “problemas de rota”. Mas como eles descobrem isso?

O Windows tem uma ferramenta muito poderosa que se chama tracert (abreviação de traceroute), que traça a rota usada para o seu computador conectar-se a um servidor. O comando equivalente para o UNIX (para Macs e Linux, por exemplo) é traceroute. (Diga-se de passagem que o traceroute do UNIX é muito melhor do que o do Windows, mas isso não vem ao caso)

Essa ferramenta permite que você veja alguma anomalia em algum pulo na rota, ajudando na resolução do problema. Por exemplo, se você ver um aumento súbito (de um pulo para o outro) na latência medida nos servidores, isso pode indicar um problema. Analisar traceroutes é algo um pouco mais complexo, e já que existe a maior galera esperando para poder ajudar vocês aqui mesmo no fórum, o mais importante é que vocês saibam o que é e para que serve essa ferramenta.

6. ADSL? Cable? Fibra? Qual a diferença?

“O preço”, você diz. Apesar de não ser uma afirmação falsa, esse não é o foco do tópico. Vamos começar pelo ADSL.

O ADSL (sigla do inglês asymmetric digital subscriber line) é uma tecnologia da idade da pedra que permite a transferência rápida de dados através das linhas telefônicas. Aqui, imagine que cada usuário tem uma avenida saindo da casa dele só pra ele para chegar aonde ele quiser (no caso, a Internet). Guarde este pensamento.

Cable internet. O único grande ISP que utiliza esta tecnologia no Brasil é a NET (TV a cabo, anyone?). Aqui, imagine que em vez de ter uma avenida para pessoa, há uma gigante rodovia que todos usam. E agora, eu te pergunto: o que acontece quando você tem carros demais numa rodovia? (Dica: pense na Marginal Tietê às 18h) “A rodovia fica congestionada”, você responde. E é exatamente por isso que a sua NET fica inutilizável na tarde de domingo.

Pense na fibra como no ADSL, mas muito, muito, muito superior. É como você vender o seu velho fusca...
24464

...e comprar um novo fusca:
24465

Tipo, ainda é um fusca, mas MEU DEUS EU QUERO UM DESSES. A tecnologia é nova, então a sua disponibilidade ainda é, infelizmente, relativamente restrita.


7. O servidor, e porque ele nunca é o problema
Vou começar essa parte do post fazendo uma confissão: eu menti. Desculpe galera, eu menti pra vocês.

“Mas sobre o que você mentiu?”, vocês perguntam, tentando entender o que aconteceu. Eu menti sobre o servidor nunca ser o problema. Ele quase nunca é o problema.

“Acho melhor você mudar isso logo antes que alguém se machuque de verdade.”

Tá bom, tá bom, desculpa. Eu mudo.

7,5. O servidor, e porque ele (quase) nunca é o problema
Na realidade, essa parte é bem simples. Muita gente tem problemas com lag e afins porque, via de regra, a banda larga no Brasil é uma das piores do mundo, além de ser uma das mais caras. Mesmo. Tipo assim:
24462 [3]

“Cara, dá uma olhada ali (aqui?) no fórum. Olha o tanto de gente reclamando!”
Eu até entendo, mas acontece que apesar de parecer ser bastante gente, esse tipo de problema pode ser causado por um número bem absurdo de fatores, e apesar do resultado final ser o mesmo, as causas quase nunca são iguais. Além disso, quem tem lag vem reclamar, mas quem não tem problemas raramente vem elogiar. Isso dá a impressão de que todo mundo está tendo problemas, enquanto, na realidade, você faz parte de uma parcela relativamente restrita (e, em alguns casos, estatisticamente negligível) de jogadores.

“Mas DLT, não sou só eu que tenho lag. Tinha um pessoal da minha partida com problemas também.”
O que eu vou te dizer agora não deve ser muito fácil de engolir, mas lá vai: se houver algum jogador na partida sem problemas, é bem seguro assumir que o problema não é no servidor. Acontece que, se o problema fosse realmente no servidor, todos os jogadores seriam afetados – talvez (e provavelmente) não exatamente ao mesmo tempo, e talvez não da mesma maneira ou intensidade. O servidor não escolhe quem ele vai desconectar.

“Meu Skype continuou funcionando, mas meu LoL caiu. Você é burro e a culpa é do servidor.”
Acontece que a grande maioria dos problemas não é nem na conexão à internet do jogador e nem no servidor, mas sim no caminho entre os dois (lembra das rotas? :P). É exatamente por isso que você é desconectado da partida, mas não do Skype/TS/RC, facebook, o que for.

8. Redes sem fio, e porque elas devem ser evitadas
Rápido, pense em todas as coisas sem fio que você usa e/ou vê no seu dia-a-dia. Muito provavelmente, a grande maioria delas (ou, provavelmente todas) não usa fio porque o aparelho se utiliza de radiação eletromagnética para comunicar-se. É o caso de aparelhos celulares, telefones sem fio e, entre muitas outras coisas, redes sem fio. Guardemos essa informação por alguns instantes.

Radiação eletromagnética é uma coisa absurdamente comum, e é gerada por coisas como imãs e correntes elétricas (sim, TODA corrente elétrica e TODO imã), o Sol (e todas as outras estrelas), máquinas de raios-x, fornos microondas, supernovas, bombas atômicas, reatores nucleares, material radioativo, você (sim, você é radioativo(a)! Yay!), seu cachorro (sério), e... eu acho que vou parar por aqui, mas você deve ter conseguido captar a ideia. Você está sendo bombardeado por radiação eletromagnética o tempo todo, e nem sabe disso. A maior parte das frequências não nos afeta de maneira perceptível.

Mas já que isso é um tópico sobre redes e não uma aula de física, vamos voltar para o assunto de redes (se você quiser saber mais sobre radiação eletromagnética, eu sugiro que você comece por aqui (http://br.leagueoflegends.com/board/redirect.php?do=verify&redirect_url=http%3A%2F%2Fen.wikipedia.org%2Fwiki%2FElectromagnetic_radiation) - é bem interessante).

“Mas qual é a diferença entre elas, DLT?”. Uma delas é a frequência. Por exemplo, enquanto os raios gama (aqueles emitidos por material radioativo) estão na casa dos EHz (Exahertz, ou 10^18 – 1 EHz é equivalente a 1.000.000.000 GHz), as ondas de rádio variam de 300GHz até 3kHz. Claro que há várias implicações disso tudo, e já que eu não me sinto à vontade dando uma mini aula de física aqui, além do fato de que o tópico é sobre redes e nós desviamos completamente o assunto, eu vou parar por aqui mesmo. O que você precisa saber é que apesar de que toda onda eletromagnética é suscetível a interferência, nem toda onda interfere com todas as outras.

Dito isso, voltemos ao assunto de redes sem fio. As redes sem fio, lembrará nosso leitor, são ondas eletromagnéticas, ou, mais especificamente, ondas de rádio. Pois bem. Sabemos, também, que as ondas interferem umas com as outras se estiverem em frequências próximas. A lógica nos permite concluir, portanto, que as redes sem fio interferem umas com as outras. E, como se não fosse suficiente, telefones sem fio e telefones celulares também podem causar muitas dores de cabeça. Todas essas interferências no sinal da rede podem (e vão) afetar a qualidade da sua conexão, e, consequentemente, o jogo. Uma rede sem fio de má qualidade causa problemas como...


9. Packet loss e lag spikes
Voltemos, agora, alguns parágrafos no tempo. Vocês lembram do “amigo” de vocês que caiu daquele barranco no acidente de carro? Pois bem. Aquele cara é (era?) um pacote perdido. As informações daquele pacote estão, por motivos óbvios, perdidas. No entanto, em um jogo em tempo real como o LoL, esses pacotes podem fazer (e farão) grande falta. Se você já se viu “deslizando” ou “patinando” pelo mapa, minions e campeões se “teleportando” e coisas do tipo, é muito provável que pacotes tenham sido perdidos. Isso, no entanto, não afeta a latência. É por isso que seu ping não aumenta quando você vê essas coisas.

Toda conexão deveria ter uma taxa de 0% de perda de pacotes. Esse é um problema muito sério, e, em uma rede com fios, é inaceitável. Uma taxa de até 1 a 2% em redes sem fio é ruim, mas não é incomum. Qualquer coisa passando de 5% é um absurdo. Pare, por um breve momento, para entender a gravidade disso: Se você tiver 5% de packet loss, 1 a cada 20 pacotes não chegam no destino.

10. Buffering
Estamos chegando ao final do tópico, mas antes gostaria de falar sobre um outro “problema”: buffering. O que chamamos em inglês de network scheduler (ou packet scheduler) é o que é responsável por formar “filas” dos pacotes recebidos e enviados. Numa situação normal, essa fila não para: os pacotes são enviados na mesma hora em que chegam na fila. Quando há mais pacotes do que a rede consegue transportar, no entanto, ocorre um fenômeno que é chamado de bufferbloat.

Esse fenômeno consiste no buffering excessivo dos pacotes, e causa alta latência e jitter (variação da latência), além de diminuir a taxa de transferência de dados. Pense nisso como um engarrafamento: quando há carros demais numa via, ela fica mais lenta (diminuição da taxa de dados), os carros andam em menor velocidade e, por isso, demoram mais tempo para chegar ao destino (maior latência) e o tempo que eles vão demorar para sair dali acaba sendo relativamente imprevisível, porque varia dependendo em um grande número de fatores (aumento do jitter).

11. O erro do firewall, e porque ele não tem nada a ver com nenhum firewall
Eu odeio esse erro. Odeio o erro do firewall.

O problema dele é que ele é genérico ao extremo. Ele nunca tem nada a ver com firewall de ninguém. Vamos, por um momento, lembrar de tudo sobre o que falamos neste tópico. Agora, vamos pensar em tudo o que pode dar errado com essas coisas. Não só são várias possibilidades, mas são possibilidades suficientes para escrever a parede de texto da China (a qual você está terminando de ler agora). Acontece que esse erro é mostrado toda vez que o LoL não consegue se conectar ao servidor, por qualquer motivo.

Então, galera, sempre que vocês verem o erro do firewall, confiram se tudo está funcionando certo. E evitem usar a internet do vizinho.

12. EAQ
“Mas DLT, EAQ? Você não digitou FAQ errado?”

Não, jovem gafanhoto. FAQ vem do inglês frequently asked questions, ou perguntas frequentes. EAQ é outra sigla. Eu apresento a vocês...

Excessively Asked Questions
Perguntas feitas em excesso

Q: Como eu posso diagnosticar qual é o problema da minha rede?
A: Eu gosto muito do Netalyzr (http://br.leagueoflegends.com/board/redirect.php?do=verify&redirect_url=http%3A%2F%2Fnetalyzr.icsi.berkeley.edu%2F). É em inglês, então você precisaria de pelo menos um nível básico.

Q: O problema é no servidor! Liguei no meu provedor e eles disseram que está tudo OK.
A: Não é exatamente uma pergunta, mas vamos lá: o seu ISP sempre vai te dizer que está tudo bem (menos quando está acontecendo algo na região toda, e olhe lá). Se está tudo OK com a sua conexão, é provavelmente um problema com a rota.

Q: Porque meu ping só aumentou depois da atualização?
A: Coincidência. As atualizações nada tem a ver com os problemas de conectividade.

Q: Porque meu ping em outros jogos está normal, e no LoL eu tenho lag?
A: A rota é diferente para cada servidor diferente. Então o problema com as rotas que você tem com o LoL não necessariamente afeta outros jogos, e vice-versa.

Q: Você é burro e o servidor é um lixo
A: Cara, você leu o tópico?

Q: Cadê o TL;DR??!?!?!!?!!?!1!?onze!!!1?”
A: TL;DR: Leia o post



Footnotes
[1] Daily Mail - Disponível em http://www.dailymail.co.uk/news/article-2096662/Evangeline-Lucca-tasered-stun-gun-McDonalds-drive-cutting-line.html (http://br.leagueoflegends.com/board/redirect.php?do=verify&redirect_url=http%3A%2F%2Fwww.dailymail.co.uk%2Fnews%2Farticle-2096662%2FEvangeline-Lucca-tasered-stun-gun-McDonalds-drive-cutting-line.html) - Acesso em 25/8/2014, 19h48
[2] Telegraph Media Group Limited - Disponível em http://www.telegraph.co.uk/news/newstopics/howaboutthat/6366055/Elderly-woman-test-drives-car-over-edge-of-cliff.html (http://br.leagueoflegends.com/board/redirect.php?do=verify&redirect_url=http%3A%2F%2Fwww.telegraph.co.uk%2Fnews%2Fnewstopics%2Fhowaboutthat%2F6366055%2FElderly-woman-test-drives-car-over-edge-of-cliff.html) - Acesso em 25/8/2014, 19h53
[3] Editora Abril S.A. - Disponível em http://veja.abril.com.br/blog/impavido-colosso/a-velocidade-media-da-internet-banda-larga-no-brasil-comparada-a-outros-paises/ (http://br.leagueoflegends.com/board/redirect.php?do=verify&redirect_url=http%3A%2F%2Fveja.abril.com.br%2Fblog%2Fimpavido-colosso%2Fa-velocidade-media-da-internet-banda-larga-no-brasil-comparada-a-outros-paises%2F) - Acesso em 21/8/2014, 13h58

---

E, para você, Invocador deveras dedicado que leu até o final do tópico, muito obrigado! Entretenha-se com a foto de um gato de gravata:
24466

Obrigado, e até a próxima,
DLT.


Comment below rating threshold, click here to show it.

xSheV

Senior Member

08-25-2014

cara não adianta.......os kras ou tem preguiça de ler ou é burro de mais pra isso... vão continuar criando mais e mais tópicos com o mesmo assunto mesmo tendo 1 gigante com + de 70 páginas


Tu teve mto mais trabalho criando esse do que esses leks merecem =/ boa sorte


Comment below rating threshold, click here to show it.

Crochat

Junior Member

08-25-2014

1


Comment below rating threshold, click here to show it.

DLT CorE

Cavalheiro Junior

08-25-2014

Citação:
Crochat:
Olha, eu li tudo e discordo sobre "não ser problema do servidor."

Muita gente tem tido problemas de rota desde quarta feira, isso inclui minha pessoa. É um problema da Riot e dos provedores, admito, mas também da Riot. Algo mudou de quarta pra cá e esse algo está gerando todo esse problema.

Meu ping é normal ser 60, agora tem ficado fixo em 280. Repito: não é algo regional, não é algo só meu (moro no interior da Bahia e vi relatos de pessoas do RJ).

Enfim, acho que a Riot deve ser sim em parte responsabilizada e deve se mobilizar minimamente pra resolver esses problemas. Sei que você não falou em nenhum momento que que a Riot não deva ser responsabilizada pelo descaso, mas isso tá meio implícito, correto?

Enfim, achei muito interessante seu método de explicar, essa linguagem facilita o acesso do pessoal mais jovem e mais preguiçoso quando o assunto é ler (apesar de achar meio forçado). Valeu pela preocupação em explicar, já serve para os casos onde são problemas temporários.

Você tem todo o direito de discordar de alguma opinião, mas discordar de fatos é meio inviável. Tudo o que está escrito ali é fruto de pesquisa e muita experiência, e é realmente assim que as coisas funcionam. Como dito no tópico, a Riot não controla e, portanto, não tem como resolver, os problemas na infraestrutura dos provedores (como foi recentemente o caso da TIM, cujas rotas passavam pela Itália (de todos os lugares) - daí os 280 de ping que todo mundo tinha).


Comment below rating threshold, click here to show it.

xSheV

Senior Member

08-25-2014

Você acha, nós (DLT Core e eu) sabemos que não deve ser e tudo o que foi postado nesse tópico é FATO não achismo como você, isso é conhecimento de estrutura de rede.

Eu estudei bastante para afirmar que com 99% de ctz não é problema nos servers, você tem formação na área ou só é mais 1 chato de plantão que gosta de promover "o gigante acordou" no fórum?


Comment below rating threshold, click here to show it.

Crochat

Junior Member

08-25-2014

2


Comment below rating threshold, click here to show it.

Crochat

Junior Member

08-25-2014

3


Comment below rating threshold, click here to show it.

DLT CorE

Cavalheiro Junior

08-25-2014

Citação:
Crochat:
"Se o lixo da China começasse a chegar diretamente na costa brasileira seria um problema do Brasil ou da China?"

Além disso, fatos são leituras de dados, ou seja, fatos são interpretações. Suas interpretações são suas, então é sempre viável discordar.

E você leu quais dados mesmo? A hora que você me apresentar um argumento de verdade, voltamos a conversar.

Já respondi sobre a sua metáfora no outro tópico, e a resposta é a mesma: se o lixo chinês chegar na costa brasileira, o problema seria do Brasil, mas a culpa seria da China. Não há como as autoridades brasileiras fazerem o lixo parar de vir, porque eles não controlam a fonte do lixo, que é a China. Get your facts straight.


Comment below rating threshold, click here to show it.

Crochat

Junior Member

08-25-2014

4


Comment below rating threshold, click here to show it.

DLT CorE

Cavalheiro Junior

08-25-2014

Citação:
Crochat:
Sua resposta foi essa: "O lixo é deles, eles que tomem conta.". Pra mim já mostra a sua causa.

Enfim, acredite no que quiser. Espero que consiga seu sonhado emprego na Rito.

O mesmo para você. Acredite no que quiser. Não dá pra ajudar quem não quer ser ajudado, e não dá pra explicar como as coisas funcionam pra alguém que não quer aprender porque já tem meias-verdades enterradas na cabeça. Se você quiser saber os fatos, estamos na página de um tópico que explica isso tudo. Sugiro que você leia-o.