Bem-vindos ao arquivo do Fórum!

Nosso fórum pode ter mudado, mas isto não significa que vamos esquecer de tudo o que veio antes. Neste arquivo, vocês encontram a história da comunidade do League desde a chegada do servidor ao Brasil. Tem de tudo um pouco: discussões, piadas, desenhos, tentativas de identificar as camadas do fórum e muito mais.

Então, navegue pelas lembranças e, depois, participe das discussões que estão rolando neste momento no novo Fórum do League of Legends e divirta-se com os outros membros da nossa Comunidade. Nos vemos lá!

Um abraço,
Ysanne

IR PARA O NOVO FÓRUM


Capítulo 5 - Quando o Perigo Bate na Porta

1
Comment below rating threshold, click here to show it.

Master 7P

Member

12-19-2014

Mateus não conseguia acreditar no que aconteceu. Sofia continha o seu material genético, como um clone, mas do outro sexo; Isso foi o que o Professor disse, segundo Sofia. Ainda parecia impossível, mas a presença da moça com os mesmos traços dele comprovava a história. Mateus resolveu ir dormir para esclarecer as ideias. Falou para Sofia:
- Olha só, err...
- O que?
- Eu... acho que eu já vou pra cama.
- São só 6 da tarde.
- Já? Bom, mesmo assim, eu ja vou.
Sofia olhou para Mateus de cima a baixo.
- Você deveria tentar ver o lado bom disso tudo.
- Como, por exemplo...?
- Agora são duas pessoas pra arrumar essa bagunça.
- Ah, claro. Tem certeza que você sou eu?
- A parte mais organizada, pelo menos.
Os dois trocaram algumas risadas fracas, então Mateus disse boa noite e foi para o quarto.
Na manhã seguinte, Mateus e Sofia acordaram ao mesmo tempo, Mateus no quarto e Sofia na suíte dos pais de Mateus. Os dois se levantaram e foram para a cozinha. Em silêncio, os dois tomaram café da manhã, e só depois se cumprimentaram. Os dois sabiam que nada era possível antes do café, nem mesmo um "bom dia". Juntos, Mateus e Sofia olharam para a carta que passava por debaixo da porta naquele momento. Mateus se adiantou, pegou a carta do chão e leu em voz alta.

Bom dia, Sofia e Mateus

Eu ainda estou impressionado pelo o que aconteceu! Nunca a possibilidade da geração espontânea de clones passou pela minha cabeça, muito menos um clone do sexo oposto!
É espantoso! Eu tentei apelar no Instituto para deixar vocês descansarem, mas eles se negam, pois temos que pesquisar o máximo possível antes que a Riot descubra o que estamos fazendo. Portanto, aproveitem bem o dia de hoje, pois não haveram outras paradas. Ainda acho um pouco cedo para testar um bolinho de um campeão morto-vivo, e eu creio que não seja adequado deixar Mateus testar campeãs, e Sofia, campeões, afinal, não há como prever se mais algum clone nascerá. Então, a partir de amanhã, mandaremos dois bolinhos, com cores diferentes, indicando quem deve comer qual. Começaremos lentamente com Sofia, mas vamos continuar avançando com Mateus. Novamente, perdão por todos os problemas que nós causamos.

Prof. Heimerdinger

Mateus terminou a leitura e olhou para Sofia. Sendo originalmente a mesma pessoa, um sabia o que o outro estava pensando: Mais problemas estavam chegando. Foi Sofia que notou as duas cartas em cima da mesinha da sala, restaurada magicamente. Ela se levantou e pegou as duas. Uma das cartas tinha uma caligrafia bonita e feminina, e a outra parecia ter sido escrita com muita pressa. Sofia abriu a segunda e leu em voz alta.

Mateus e Sofia

Eu nunca entrei em contato, mas isto é importante. Eu creio que vocês já notaram, mas quando um bolinho é consumido, uma luz aparece e toma formas diferentes, dependendo do conteúdo do bolo. A Singularidade Incandescente Metamórfica, ou somente S.I.M., reage a momentos de stress mental e físico, como as alterações genéticas repentinas proporcionadas pela Fórmula WPX-917321 O S.I.M. ainda é muito sensível, portanto ele pode ser ativado por emoções fortes, como medo ou raiva. Então, mantenha a calma. Sempre. A forma que o S.I.M. assume depende da mente do usuário, o que o faz ser inofensivo, ou muito perigoso, dependendo de quer estiver usando. Eu ja estou projetando um S.I.M. para Sofia, para que ela possa testar a Fórmula também. Mais uma vez, cuidado, e boa sorte.

Jayce

- Jayce? - perguntou Mateus - Nunca joguei com ele.
- Ele não sai muito na free week. - Sofia responde. - Eu só queria saber o quanto esse S.I.M. é instável
- Não faço ideia. Então é só manter a calma, certo?
- É o que tem pra hoje.
Mateus pegou a última carta e começou a ler.

Mateus e Sofia, vocês correm perigo. Um criminoso está tentando acabar com a experiência do Prof. Heimerdinger. Tomem cuidado. Eu já estou rastreando ele.

Caitlyn
Xerife de Piltover
Polícia Municipal de Piltover

P.S.: Belo tiro no shopping.

- Ela assistiu!? - disse Sofia, animada.
- Parece que sim! - disse Mateus, que também se animou. Seu primeiro Pentakill foi de Caitlyn, então ele tinha um carinho natural pela campeã, mas ele preferia um elogio a ser transformado nela. Nesse momento, uma batida na porta chama a atenção dos dois.
Sofia fica confusa.
- Ok, meu limite de cartas já estourou.
- Eu atendo. -disse Mateus, também confuso. Ele levanta e abre a porta.
- Você é que é o Mateus?
Mateus olha para baixo e vê o que ele identifica como um yordle mais baixo que o normal, até mesmo para um yordle.
- Err...Sim
- Ótimo. Eu sou Rumble, e isso é um sequestro. Não faça nada do que possa se arrepender depois.

Links para os outros capítulos:
Prólogo: http://forums.br.leagueoflegends.com/board/showthread.php?t=282102
Capítulo 1: http://forums.br.leagueoflegends.com/board/showthread.php?t=283022
Capítulo 2: http://forums.br.leagueoflegends.com/board/showthread.php?t=286697
Capítulo 3: http://forums.br.leagueoflegends.com/board/showthread.php?t=290567
Capítulo 4: http://forums.br.leagueoflegends.com/board/showthread.php?t=329126


1